Movimento Mundial pelas Florestas Tropicais

Quatro recentes relatórios do WRM relacionados com a mudança climática

Como contribuição para facilitar o envolvimento da sociedade civil na proteção do clima da Terra, o WRM tem publicado recentemente quatro relatórios relacionados com a mudança climática:

“De REDD a DEDD” reflete sobre o mecanismo que está sendo discutido atualmente na Convenção sobre Mudança Climática –REDD- para abordar as emissões de carbono do desmatamento. O relatório expõe a inutilidade de um REDD baseado em um mercado do carbono, que permitiria aos poluidores do Norte simular uma “compensação” de suas emissões de combustível fóssil, ajudando a evitar o desmatamento em outros lugares. Ao mesmo tempo, o relatório analisa os problemas que poderiam surgir de um mecanismo de outorga focalizado na “redução” do desmatamento e chamamentos para um enfoque totalmente diferente, baseado em políticas e compromissos para deter o desmatamento.
(espanhol) http://www.wrm.org.uy/publicaciones/REDD.pdf
(inglês) http://www.wrm.org.uy/actors/FSC/WRM_Briefing.pdf

“Los magos del carbono neutro” trata do mito da “compensação” com base na enganosa premissa que o carbono liberado da queima de combustíveis fósseis –que não têm sido parte do funcionamento da biosfera durante milhões de anos- pode de algum jeito ser “compensado” através de outras atividades, tais como a plantação de árvores. O documento explica que o carbono do combustível fóssil não pode retornar a seu depósito original e quanto mais se extrai, mais aumenta o volume total de carbono na biosfera. Uma ação climática efetiva precisa reduzir e eventualmente eliminar o uso dos combustíveis fósseis. O jogo “neutro de carbono” é uma forma de desviar a atenção desse muito real e urgente assunto e é exposto como uma fraude.
(espanhol) http://www.wrm.org.uy/publicaciones/CarbonoNeutro.pdf
(inglês) http://www.wrm.org.uy/publications/briefings/Carbon_neutral.pdf

“GE tree research. A country by country overview” As árvores geneticamente modificadas (GM) têm sido não apenas explicitamente aceitas pela Convenção sobre Mudança Climática para serem usadas nas chamadas plantações como sumidouros de carbono, mas também são percebidas como possíveis fontes para a produção de etanol para substituir os combustíveis fósseis. Neste novo relatório, o WRM tem reunido informação sobre todos os países onde se leva a cabo pesquisa com árvores GM, para permitir às pessoas desses países comprometer-se diretamente com o assunto.
(inglês) http://www.wrm.org.uy/subjects/GMTrees/Briefing_GM_Trees_by_country.pdf

“A certificação de plantações de árvores pelo FSC precisa ser interrompida”. A certificação das plantações de árvores tem sido uma forma de validar a expansão das monoculturas de árvores, incluindo as chamadas plantações como sumidouros de carbono, apesar de seus impactos negativos sobre a natureza e as comunidades. Neste relatório, o WRM fornece argumentos para a exclusão das plantações de árvores industriais da certificação do FSC.
(português) http://www.wrm.org.uy/actores/FSC/Briefing_Portugues.pdf
(espanhol) http://www.wrm.org.uy/actores/FSC/WRM_documento.pdf
(inglês) http://www.wrm.org.uy/actors/FSC/WRM_Briefing.pdf