Movimento Mundial pelas Florestas Tropicais

O Banco Europeu de Investimento: o discreto financiador da mineração na África

A mina Ambatovy, uma megaoperação de oito bilhões de dólares (em valores de hoje), destina-se a extrair níquel e cobalto do solo rico de Madagascar. Ela afetou diretamente uma floresta de 2.500 hectares, e algumas famílias foram deslocadas como resultado de polêmicos acordos de compensação que dividiram a comunidade. Apesar das muitas queixas de impactos sobre o meio ambiente local, em 2012, uma válvula defeituosa causou vazamento de dióxido de enxofre e 50 pessoas foram envenenadas na mina. Desde então, ocorreram três incidentes semelhantes. As preocupações ambientais em torno do projeto Ambatovy continuam crescendo. O Banco Europeu de Investimento, de propriedade dos Estados-membros da União Europeia e com participações em várias minas da África, forneceu 8% do investimento desse projeto, com um empréstimo de 305 milhões de dólares. Leia o artigo que faz parte de uma série especial sobre o BEI (em inglês) aqui:

https://www.eibinafrica.eu/a-tale-of-reverse-development/#footer