Movimento Mundial pelas Florestas Tropicais

WRM e outras entidades enviam carta ao governo brasileiro sobre situação gravíssima dos povos indígenas no estado do Acre

tres_logos_carta

Depois de uma visita a campo a uma aldeia indígena no estado do Acre, junto com as organizações Amigos da Terra Brasil e a Rede Brasil sobre Instituições Financeiras Multilaterais, o WRM e as demais entidades citadas enviaram uma carta ao governo brasileiro, pedindo que demarque com urgência as 21 terras indígenas no Acre que ainda esperam para serem demarcadas. Relatamos a visita à comunidade indígena Jaminawa de São Paulino, próxima de Sena Madureira. As 24 famílias desta terra indígena, vivem hoje em apenas 5 hectares sob a constante ameaça de fazendeiros; são intimidadas e ameaçadas – verbalmente ou mesmo a tiros – pelos invasores, quando buscam praticar suas atividades tradicionais como a agricultura, caça e pesca dentro do seu próprio território, ameaçando gravemente sua soberania alimentar. Para ler a carta na íntegra, veja http://wrm.org.uy/es/otra-informacion-relevante/mocao-publica-de-apoio-a-demarcacao-das 
terras-indigenas-no-acre/