Movimento Mundial pelas Florestas Tropicais

Fundo de Biocarbono = manipulação_dos_dados_Inc.cadeia.com?

Nos começos de março de 2005, o primeiro projeto de sumidouros de carbono promovido pelo Fundo para Biocarbono do Banco Mundial deu o primeiro passo registrando-se como um projeto do CDM do Protocolo de Kioto. aproximadamente no mesmo momento foi publicado, na página web que trata dos fundos de carbono do Banco Mundial, um documento padrão para que os encarregados de desenvolver o projeto de sumidouros de carbono do Fundo de BioCarbono estimassem as taxas de seqüestro. O padrão utilizou alguns exemplos um pouco irreverentes para mostrar como preencher alguns campos. O cúmulo foi na seção “Contato (Preferencialmente através de correio eletrônico)”que foi preenchida com: manipulação_dos_dados_Inc.cadeia.com?”.

A Skins Watch tem reclamado por muito tempo que os cálculos para determinar a quantidade de carbono reciclado em uma floresta para créditos de carbono são defeituosos e que os números não podem ser verificados por causa dos complicados e sempre mutantes ciclos entre florestas, atmosfera e oceanos. O intercâmbio natural de carbono entre florestas, atmosfera e oceanos diferencia carbono biológico em árvores, por exemplo, de carbono fóssil que sem a intervenção do homem ( por exemplo queimando combustível fóssil) muito raramente chegaria à atmosfera. A armazenagem de carbono nas árvores é sumamamente temporária e as plantações de árvores que hoje atuam como sumidouros de carbono poderiam virar uma “fonte de carbono” em um futuro próximo. Como disse Sten Nilsson, do Instituto Intrnacional para a Análise de Sistemas Aplicados (International Institute for Applied Systems Analysis (IIASA)) na Áustria em uma publicação do ano 2000 “O estado atual do conhecimento a respeito de fontes de carbono e sumidouros não pode determinar os níveis e o fluxo de carbono com a devida exatitude para dar forma às bases para o Protocolo de [Kyoto] e qualquer outro programa viável de comércio.”

Quem propõe projetos de sumidouros de carbono, como o Fundo para BioCarbono, está tentando fazer o impóssivel sem qualquer consideração, pretendendo que os cálculos que aparecem nos documentos técnicos de seu projeto são de uma exatitude que muitos cientistas argumentam não serem possíveis de atingir.

Porém, é possível que manipulação_dos_dados_Inc.cadeia.com não só esteja duvidando da retórica dos sumidouros da unidade de fundos de carbono do Banco Mundial. Poderia, também, estar preocupado pelos potenciais riscos da “Inc. cadeia ”? Em uma apresentação na COP10 em Buenos Aires no mês de dezembro de 2004, a companhia de cimento Holcim – que esteve envolvida no desenvolvimento de projetos do CDM mas depois caiu fora– afirmou que o CDM na sua forma atual criará “outra Enrons com pessoas que desenvolvem projetos” e “outra Arthur Andersens com auditores e revisores”. Inc.cadeia ?

Por Jutta Kill, SinksWatch, E-mail: jutta@fern.org