Movimento Mundial pelas Florestas Tropicais

Índia: Parem a brutal prática de “atirar ao avistar”!

Guardas de parques executaram extrajudicialmente cinquenta pessoas nos últimos três anos, dentro da famigerada política de parques nacionais da Índia, conhecida como “atirar ao avistar”. Membros de comunidades tribais correm o risco de serem baleados, espancados, torturados e mortos nas mãos de funcionários de parques fortemente armados, e tudo em nome da conservação. Existem planos para introduzir essa política nas reservas de tigres em todo o país. Os membros de comunidades tribais já estão sendo espancados e pressionados a deixar suas moradias na floresta. Armar os guardas resultaria em ainda mais violência contra os povos da Índia. Por favor, assine para que o Ministro do Meio Ambiente e Florestas da Índia proíba a política de “atirar ao avistar”.