Movimento Mundial pelas Florestas Tropicais

Mulheres donas da terra no centro de Bougainville bloqueiam o pacto em torno da mina de Panguna

Mulheres manifestantes lideraram um bloqueio contra a mina de cobre de Panguna para evitar a assinatura de um Memorando de Entendimento entre o Governo autônomo de Bougainville e a empresa Bougainville Copper Limited (BCL). Elas também obtiveram uma liminar na justiça pela qual o memorando não pode ser assinado até segunda ordem. O memorando pretende permitir que a BCL reabra a mina antes de junho de 2019. A mina de Panguna foi abandonada em 1989 após um levante armado que durou uma década e o surgimento de um movimento pela independência de Bougainville em relação a Papua-Nova Guiné. O memorando foi elaborado sem o consentimento das mulheres de Panguna que, culturalmente, são as verdadeiras donas da terra. Uma das chefes afirmou: “Essa empresa vem matando nossos filhos e nossas filhas. O governo autônomo de Bougainville tem que parar de ignorar os gritos das mulheres e entender que a BCL nunca pode retornar a Panguna, e isso é final e não é negociável”. Leia a nota à imprensa (em inglês) em

https://ramumine.wordpress.com/2017/06/19/bougainville-landowner-women-protesters-block-mine-pact-win-court-order/