Movimento Mundial pelas Florestas Tropicais

Abaixo- assinado à CBD exigindo a proibição das árvores geneticamente modificadas

Em sua última Conferência das Partes (COP8), a Convenção sobre Diversidade Biológica (CBD, sigla em inglês) adotou uma Decisão (VIII/ 19) muito importante, recomendando “aos países membro a agir com cautela ao abordarem a problemática das árvores geneticamente modificadas”.

Essa Decisão reconheceu “as incertezas relacionadas com os potenciais impactos ambientais e socio- econômicos, incluindo os impactos no longo prazo e além das fronteiras, das árvores geneticamente modificadas sobre a diversidade biológica das florestas em nível mundial, bem como sobre os meios de vida de comunidades locais e indígenas e, devido à falta de dados confiáveis e da capacidade em alguns países para levar a cabo cálculos de riscos para avaliar esses impactos potenciais”.

Esse é um passo muito importante na direção certa, que precisa ser defendido contra a pressão que o poderoso lobby em prol das árvores transgênicas exercerá na CBD.

Devido a que a Decisão da COP 8 convidou todo o mundo “ para providenciar opiniões relevantes e informações junto à Secretaria a fim de serem incluídas nesta avaliação”, várias organizações elaboraram uma carta conjunta para ser encaminhada à Secretaria providenciando informações e a análise desta problemática e exigindo uma “decisão obrigatória que estabeleça a proibição imediata da liberação das árvores transgênicas.”

A carta conclui que “as árvores transgênicas não têm nenhum papel para desempenhar na conservação da diversidade biológica das florestas no mundo e, pelo contrário, é provável que reduzam a biodiversidade florestal, com concomitantes conseqüências sociais. Os elevados riscos indicados pela disponível porém incompleta ciência mostram que a tecnologia poderia resultar na extinção de espécies de flora e fauna da floresta com sérios impactos negativos sobre a biodiversidade” e insta à CBD “a avançar desde a atual recomendação aos Países membro de agir com cautela até uma decisão obrigatória que estabeleça a proibição imediata da liberação das árvores transgênicas.”

A carta na íntegra está disponível em: http://www.wrm.org.uy/temas/AGM/cartaCBDport.html

Quem quiser assinar essa carta deve enviar uma mensagem a STOP GE Trees <info@stopgetrees.org>