Movimento Mundial pelas Florestas Tropicais

A violência explodiu no campo e nas florestas do Brasil

Rec_Violencia_BrasilO Caderno Conflitos no Campo 2015 da Comissão Pastoral da Terra (CPT) foi lançado nesta sexta-feira 15 de abril. Os dados do relatório mostram realidades terríveis. Ano passado foram 50 assassinatos. E a impunidade reina. Pior: 59 pessoas sofreram tentativas de assassinatos, como outras 144 receberam ameaças de morte, e vivem sabendo que podem ser mortas em breve. Uma barbárie que, em termos quantitativos, não ocorria desde 2004. O pior ocorre na Amazônia, sobretudo Pará e Rondônia: nesses estados 40 pessoas foram mortas. Os conflitos, segundo o advogado da CPT em Marabá, José Batista Afonso, estão presentes em todo o País e decorrem de causas estruturais relacionadas à expansão do capital no campo e o aumento da concentração da terra. A reportagem de CartaCapital diz-nos que “Quilombolas e indígenas estão em luta pelo território, camponeses em luta pela terra, e estão todos sendo exterminados, assassinados, despossessados.”

Leia a reportagem em Português: http://www.ihu.unisinos.br/noticias/553769-a-explosao-da-violencia-na-luta-pela-terra-e-territorio
Acesa o relatório completo da CPT em Português: http://www.cptnacional.org.br/index.php/downloads/finish/43-conflitos-no-campo-brasil-publicacao/14019-conflitos-no-campo-brasil-2015