Movimento Mundial pelas Florestas Tropicais

Malásia: Tráfico de seres humanos e abuso de trabalhadores nas plantações de dendê

Rec_Malasya_WorkersA indústria de óleo de dendê da Malásia, que produz 40% do produto no mundo, está crescendo, mas, de acordo com trabalhadores e ativistas entrevistados pelo Wall Street Journal, também é cercada de abusos. Os trabalhadores migrantes, principalmente de Bangladesh e Mianmar, estão sendo trazidos em condições terríveis por traficantes de seres humanos, como trabalhadores em certas plantações de dendê na Malásia. A Felda Global Ventures, que vende óleo de dendê bruto para multinacionais como Cargill Inc., Nestlé SA e Procter & Gamble Co, diz que 85% dos trabalhadores de suas plantações são estrangeiros. Mesmo os que têm vistos de trabalho legais se queixam de que ganham menos de um salário mínimo da Malásia e são mal tratados. O Projeto Arakan, uma organização sem fins lucrativos que estuda a migração através da Baía de Bengala, estima que cerca de 50.000 pessoas já tomaram barcos para fazer a perigosa viagem até a Malásia nos últimos dois anos, muitas delas morrendo no caminho.

Veja o vídeo aqui (em inglês):
https://www.youtube.com/watch?v=Imck6O1ylgY