Movimento Mundial pelas Florestas Tropicais

Cúpula dos Povos, por uma proposta político-social integral

De 25 a 27 de Janeiro de 2013, organizações e movimentos sociais e políticos de diversos países da América Latina, do Caribe e da União Europeia, reuniram-se em Santiago do Chile por ocasião da Cúpula dos Povos Chile 2013, que aconteceu de forma paralela às cúpulas da Comunidade de Estados Latino-americanos e Caribenhos (CELAC) e da União Europeia (UE), e o fórum CELAC, celebrados também naquela capital. Centenas de agrupamentos sociais participaram da cúpula, que concluíram com um chamamento a que se passe de movimentos reivindicativos à construção de uma alternativa que contenha uma proposta político-social integral de país.

Na Declaração Final, a Cúpula defendeu reivindicações unitárias que aglutinem todos os atores sociais e povos em disputa a avançar, articulando a unidade entre o movimento sindical, social e político na América Latina, o Caribe e Europa. A declaração estabelece que “os direitos e os bens naturais arrebatados dos povos devem ser recuperados por meio da nacionalização, da comunitarização dos bens e serviços, dos meios de produção e do reconhecimento constitucional da natureza como sujeito de direito”.

A Declaração Final pode ser lida em http://cumbrechile2013.org/declaracion-cumbre-de-los-pueblos-santiago-de-chile/