Movimento Mundial pelas Florestas Tropicais

Brasil: 30 pessoas intoxicadas por avião pulverizador de agrotóxicos para plantações de eucalipto

A comunidade tradicional geraizeira do Assentamento Vale do Guará, município de Rio Pardo de Minas no Norte do estado de Minas Gerais denuncia que um avião pulverizador de agrotóxicos que passou aplicando veneno numa grande plantação de eucalipto atingiu a comunidade, intoxicando 30 pessoas entre crianças, jovens e adultos. Sofreram de náuseas, febre, vômitos e coceiras na pele. A aplicação por avião é cada vez mais comum no Brasil, o país no mundo que mais usa agrotóxicos.

A comunidade afirma que na região não há para quem denunciar o fato; se sentem injustiçadas e reclamam da impunidade. Queriam fazer uma denúncia no Conselho Municipal de Meio Ambiente, mas este Conselho tem a participação das empresas de eucalipto da região. As comunidades geraizeiras da região exigem uma imediata fiscalização da aplicação de agrotóxicos por parte das autoridades estaduais e federais e proteção para as comunidades.

As comunidades na região lutam há anos contra o eucalipto e sua expansão, e contra o eucalipto que, segunda elas, afetou muito negativamente sua vida, tomando as áreas de uso das comunidades e secando as fontes de água.

Baseado na informação da Rede de Comunicadores Populares do Semiárido Mineiro. Veja informações sobre a campanha Permanente contra os Agrotóxicos e pela Vida no Brasil na matéria completa disponível no blog da ASA Minas