Movimento Mundial pelas Florestas Tropicais

Carta do Coletivo de Mulheres afetadas pela monocultura do dendê do Gabão à FAO

No marco do 21 de setembro, Dia Internacional de Luta contra as Monoculturas de Árvores, durante uma reunião no povoado de Fera, no Gabão, as mulheres afetadas pelas plantações de dendezeiros da OLAM decidiram enviar uma carta à FAO denunciando os impactos que estão sofrendo.

O Coletivo de Mulheres afetadas pela monocultura do dendê alerta sobre os impactos dessas plantações sobre a segurança alimentar e a produção de alimentos. As mulheres criticam a política da FAO de apoio à expansão das monoculturas industriais de dendê, pois ela afeta gravemente a segurança alimentar e, portanto, está em clara contradição com a missão da organização: combater a fome no mundo. Além disso, em sua carta, as mulheres relatam que a destruição de florestas causada pelas plantações industriais de dendê afeta de forma especial às mulheres e seu conhecimento tradicional sobre os múltiplos usos das florestas.

Leia a carta completa aqui.