Movimento Mundial pelas Florestas Tropicais

Via Campesina confronta o avanço do capitalismo: a Rio+20 e além dela

Vinte anos depois da “Cúpula da Terra”, a Conferência da ONU para o Meio Ambiente e Desenvolvimento, a Via Campesina entende que não apenas as verdadeiras causas da deterioração ambiental, econômica e social continuam sem ser atacadas, como também a Rio+20 servirá para aprofundar políticas e processos neoliberais de expansão, concentração e exclusão capitalistas que atualmente nos envolveram em uma crise ambiental, econômica e social de graves proporções. Por trás da enganosa expressão “economia verde”, novas formas de contaminação e destruição ambiental estão sendo promovidas junto a novas ondas de privatização, monopolização e expulsão de nossas terras e territórios.

A Via Campesina anuncia que irá se mobilizar para o evento, representando a voz dos camponeses no debate global e defendendo um outro caminho ao desenvolvimento, que seja baseado no bem-estar de todos, garanta alimentos para todos, proteja e assegure o uso dos bens comuns e recursos naturais para proporcionar uma vida boa a todos e não para atender às necessidades de acumulação de uns poucos. (Verhttp://viacampesina.org/en/index.php?option=com_content&view=article&id=1277:the-people-of-the-world-confront-the-advance-of-capitalism-rio-20-and-beyond&catid=48:-climate-change-and-agrofuels&Itemid=75)