Movimento Mundial pelas Florestas Tropicais

O que há de errado com plantar árvores? Novos incentivos para expandir as plantações industriais de árvores no Sul Global

Com este caderno, o WRM procura alertar grupos e ativistas das comunidades sobre uma possível nova onda de expansão das plantações industriais de árvores promovida pelas empresas. Também revela por que o plantio de árvores em uma escala tão grande pode ser extremamente prejudicial, apesar das sedutoras campanhas de marketing que afirmam que essas plantações serão ou poderiam ser uma “solução” para a crise climática.

>>> Faça o download da publicação para ler on-line

>>> Faça o download da publicação para impressão (duas páginas por folha A4)

Poderia haver algo errado com plantar árvores? Comunidades de todo o mundo plantam uma enorme variedade de árvores desde o início da civilização humana, não é verdade?

Sim, é verdade. Porém, mais recentemente, empresas também passaram a plantar árvores, principalmente na África, na Ásia e na América Latina, de uma maneira muito diferente daquela das comunidades: elas cobrem áreas imensas com árvores de uma mesma espécie, e criam, assim, vastas plantações industriais ou monoculturas, sem nenhuma biodiversidade.

Hoje, essas mesmas empresas planejam iniciar uma nova onda de expansão dessas plantações, de enormes dimensões. Explorando a tomada de consciência e a crescente preocupação do público sobre as mudanças climáticas, elas afirmam que as plantações de monoculturas de árvores são uma excelente opção para ajudar a resolver alguns dos problemas mais urgentes do mundo: perda de florestas, aquecimento global e dependência em relação aos combustíveis fósseis (petróleo, carvão e gás).

As empresas argumentam que as plantações incentivam a “restauração florestal” e podem ser uma “solução” natural para a emergência climática ou para ajudar a promover uma “bioeconomia”. A verdade nua e crua, no entanto, é que as indústrias envolvidas querem expandir as plantações apenas para aumentar suas margens de lucro. Além disso, esses argumentos enganosos são usados por outras indústrias e outros poluidores para esconder suas contribuições para uma crise planetária social e ambiental cada vez pior.

Neste caderno, o WRM pretende alertar grupos e ativistas das comunidades sobre uma possível nova onda de expansão das plantações industriais de árvores promovida pelas empresas. Também revela por que o plantio de árvores em uma escala tão grande pode ser extremamente prejudicial, apesar das sedutoras campanhas de marketing que afirmam que essas plantações serão ou poderiam ser uma “solução” para a crise climática.

>>> Faça o download da publicação para ler on-line

>>> Faça o download da publicação para impressão (duas páginas por folha A4)