Movimento Mundial pelas Florestas Tropicais

Denúncia e propostas do Movimento dos Afetados por Barragens no Brasil

Santo-Antonio-e-Jirau_medium

O Movimento dos Afetados por Barragens da Região do rio Madeira, que reúne centenas de trabalhadores rurais e urbanos, agricultores, pescadores, representantes e líderes de comunidades, reuniu-se em Assembleia Popular no dia 17 de abril passado, em Porto Velho.

Os afetados avaliaram suas lutas diante dos numerosos casos de violação dos direitos humanos causados pela inundação histórica do rio Madeira e a violenta instalação de hidrelétricas no estado de Rondônia. Eles responsabilizaram os acionistas do consórcio Energia Sustentável do Brasil, responsável pela Usina de Jirau, o consórcio Santo Antônio Energia, responsável pela Usina de Santo Antônio, e o Estado brasileiro.

Mais de 5.000 famílias foram afetadas, mais de 100 milhões de pessoas ficaram sem acesso a água potável, e 12 distritos de Porto Velho e mais de 50 comunidades ao longo do rio Madeira sofrem com a perda de terras, casas, produção, ferramentas de trabalho, equipamentos e outros pertences.

Como resultado do encontro, o Movimento elaborou una carta pública e propôs uma série de pautas de emergência e estruturais para dar resposta ao dramático momento vivido por Rondônia.

http://www.mabnacional.org.br/noticia/carta-do-madeira-delibera-es-da-assembl-ia-popular-dos-atingidos