Movimento Mundial pelas Florestas Tropicais

Assine a campanha global contra REDD

 

As críticas sobre as soluções ineficientes e injustas para a mudança climática, que incluem a compensação de carbono e a comercialização que faz com que os negócios continuem como sempre estão crescendo entre a sociedade civil global. 

 

Os membros do Grupo Durban pela Justiça Climática- uma rede internacional de organizações independentes, indivíduos e movimentos populares- chamam a atenção sobre os perigos dos programas REDD que incluem apropriações de terra e a inclusão de REDD no mercado de carbono e pedem solidariedade com uma nova declaração que rejeita os Programas de Redução de Emissões do Desflorestamento e da Degradação Florestal (REDD) que estão sendo formulados atualmente sob a Convenção Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança Climática- e já foram testados em programas tais como o Mecanismo de Parceria do Carbono Florestal do Banco Mundial e o Programa REDD das Nações Unidas. As novas licenças para poluir que serão geradas por REDD estão concebidas de forma tal que obstruem a única solução viável contra a mudança climática: manter o combustível, o carvão e o gás no subsolo. 

 

O grupo exorta a assinar a Declaração REDD antes da Conferência Mundial dos Povos sobre Mudança Climática e os Direitos da Mãe Terra na Bolívia, de 19 a 22 de abril de 2010, para que as vozes daqueles que se opõem ao REDD possam falar com apoio global.

 

A declaração pode ser assinada em http://www.durbanclimatejustice.org/