Movimento Mundial pelas Florestas Tropicais

Promessas de emprego e destruição de trabalho. O caso Aracruz Celulose no Brasil

Por Alacir De’Nadai, Winfridus Overbeek, Luiz Alberto Soares

Edição:  Rede contra o Deserto Verde e o WRM.

Este trabalho apresenta e analisa dados sobre emprego e trabalho nas plantações de eucalipto e produção de celulose para exportação no Estado do Espírito Santo, mais especificamente sobre a empresa Aracruz Celulose, a maior do setor no Brasil. Sem a pretensão de se apresentar como um estudo acadêmico, o trabalho é, na verdade, o relatório de uma pesquisa em que se ouviram preferencialmente trabalhadores e trabalhadoras da Aracruz Celulose e moradores e moradoras das comunidades vizinhas à empresa, o que ajudou a revelar também a situação dessas comunidades, cujas formas tradicionais de trabalho sofreram alterações ou foram inviabilizadas em função da implantação das grandes extensões da monocultura do eucalipto no Estado. Os nomes de trabalhadores e ex-trabalhadores e sindicalistas entrevistados foram omitidos por questão de segurança.

Faça o download do boletim completo em pdf: Promessas de emprego e destruição de trabalho. O caso Aracruz Celulose no Brasil