Movimento Mundial pelas Florestas Tropicais




WRM bulletins

Covid-19: Um álibi para mais opressão, controle corporativo e destruição de florestas | Boletim 250 – Maio/Junho 2020

>>> Faça o download do boletim em PDF

Solidariedade em ação

Este boletim especial deseja prestar uma homenagem a comunidades que dependem das florestas e famílias camponesas de todo o mundo que, apesar de todas as probabilidades e dificuldades decorrentes da pandemia da Covid-19 – incluindo as restrições ao deslocamento impostas pelos governos e os abusos das empresas e elites em busca de lucro – conseguiram praticar a solidariedade. Desde organizar sistemas alternativos de proteção contra a disseminação do vírus, cozinhas coletivas, distribuição de alimentos aos necessitados e feiras que, respeitando o distanciamento social, fornecem alimentos saudáveis por preços justos, até acolher pessoas afetadas por desapropriações e despejos, apoiar mulheres e meninas que enfrentam violência, continuar resistindo à destruição de seus territórios … E existem inúmeros outros exemplos.

Nossa solidariedade a vocês.

Este Boletim tem artigos escritos por as seguintes organizações e indivíduos: CIMI – Amazônia Ocidental, Brasil; ativistas da Aliança Informal contra a Expansão das Plantações Industriais de Dendezeiros na África Ocidental e Central; Rede Indonésia de Incidência no Setor de Mineração (Jaringan Advokasi Tambang – JATAM), Indonésia; GRAIN; Sempreviva Organização Feminista (SOF), Brasil; All India Forum of Forest Movements (AIFFM), India; membros do Comitê Consultivo do WRM; e membros do Secretariado Internacional do WRM.

NOSSO PONTO DE VISTA

  • Explorando a pandemia: lucros para empresas e elites

    As comunidades têm um longo histórico de enfrentamento dos desastres impostos por grandes empresas e elites. A “emergência” já fazia parte da vida delas muito antes da pandemia. No entanto, alguns, em busca de lucro, estão abusando da situação para promover a apropriação de terras.

COVID-19: UM ÁLIBI PARA MAIS OPRESSÃO, CONTROLE CORPORATIVO E DESTRUIÇÃO DE FLORESTAS

RECOMENDADOS