Movimento Mundial pelas Florestas Tropicais

A serpente negra da Amazônia peruana: o oleoduto do norte do Peru

Desde 1979, ocorreram mais de 100 vazamentos de petróleo ao longo do oleoduto no norte do Peru – uma megaobra que se estende por longuíssimos 1.106 km da Amazônia até a costa peruana e cuja operação e propriedade são da estatal Petroperu. A grande maioria dos vazamentos ocorreu depois de 2008 em Loreto, onde vivem 27 povos indígenas diferentes, incluindo grupos em isolamento voluntário. As recentes mudanças na Lei Orgânica de Hidrocarbonetos expõem uma tendência preocupante: a intenção de enfraquecer as instituições ambientais e os direitos dos povos indígenas para promover investimentos e uma expansão da indústria de petróleo no país. Leia a publicação do Instituto Chaikuni, em inglês e espanhol.